Portal CMS - Intraer / Internet

 

A situa√ß√£o t√≠pica √© a seguinte: voc√™ tem um website que cresceu ao longo do tempo e, embora ele cumpra seu papel, est√° ou esquecido no tempo, ou se tornando um ‚Äúelefante branco‚ÄĚ.

Se a sua organiza√ß√£o √© realmente ativa √© natural que voc√™ queira public√°‚Äďlos em seu site. Se n√£o o faz, perde oportunidades de fortalecer sua imagem institucional.

N√£o √© exce√ß√£o encontrar sites como os descritos acima atualizados pelo ‚Äúwebmaster‚ÄĚ da organiza√ß√£o‚Äď o mesmo que cuida da rede interna, atualiza softwares e hardware e tenta limpar os v√≠rus -, atrav√©s de ferramentas como o Frontpage ou Dreamweaver.

Estas ferramentas foram concebidas para a cria√ß√£o de novos sites e visam estruturar o design, HTML (linguagem de apresenta√ß√£o das p√°ginas) e outros componentes. Mas n√£o s√£o ideais para gerenciar novos conte√ļdos di√°rios. Entre as limita√ß√Ķes mais √≥bvias deste modelo, podemos salientar:

  • A administra√ß√£o do site geralmente fica atrelada a um computador espec√≠fico, onde o software est√° instalado e configurado (senhas de FTP, licen√ßa de uso do programa, etc).
  • S√£o comuns modifica√ß√Ķes acidentais nas p√°ginas e em seus c√≥digos, pois o conte√ļdo, neste caso, est√° misturado com a l√≥gica de programa√ß√£o. Isto pode resultar em links quebrados, problemas de formata√ß√£o, altera√ß√Ķes no design e at√© mesmo a indisponibilidade do site como um todo.
  • Ao longo do tempo, as p√°ginas criadas no seu site ficam ‚Äúperdidas‚ÄĚ. √Č dif√≠cil implementar um mecanismo de pesquisa granular e organizar as informa√ß√Ķes em se√ß√Ķes e categorias para que possam ser facilmente encontradas. A arquitetura da informa√ß√£o √© comprometida, bem como a experi√™ncia e satisfa√ß√£o do usu√°rio final.


Fazendo uma analogia √† constru√ß√£o civil, √© como se fiz√©ssemos um ‚Äúpuxadinho‚ÄĚ sempre que quis√©ssemos ampliar a casa.

Em uma situa√ß√£o ainda mais problem√°tica, √© firmado um contrato com uma ag√™ncia de design, possivelmente aquela que criou o site original, que faz a manuten√ß√£o e outras altera√ß√Ķes que voc√™ solicita. Grande parte das empresas que contratam este tipo de servi√ßo t√™m queixas constantes quanto √† qualidade final, primeiramente pelo custo, seguido da falta de autonomia e muitas vezes do tempo de resposta para a publica√ß√£o dos novos conte√ļdos. Afinal, as ag√™ncias t√™m uma s√©rie de outros clientes e novos projetos com or√ßamentos maiores, al√©m de n√£o entenderem as suas prioridades e seu neg√≥cio t√£o bem quanto voc√™.

Felizmente existe uma solu√ß√£o para isto: um sistema de gerenciamento de conte√ļdo, ou em ingl√™s, CMS ‚Äď Content Management System, cujo objetivo √© exatamente o de estruturar e facilitar a cria√ß√£o, administra√ß√£o, distribui√ß√£o, publica√ß√£o e disponibilidade da informa√ß√£o.

Parece complexo, mas, sob o ponto de vista do usu√°rio final, n√£o √©. Um CMS oferece ferramentas simples, todas acessadas atrav√©s de qualquer navegador (Internet Explorer, Netscape, Firefox), que permite realizar todo o processo de ger√™ncia, desde a cria√ß√£o at√© o arquivamento do conte√ļdo.

√Č comum estar incorporado aos gerenciadores de conte√ļdo a possibilidade de cuidar desde a apar√™ncia do site at√© mesmo os menus de navega√ß√£o.

Existe uma gama de vantagens que um sistema de gerenciamento de conte√ļdo oferece, entre elas:

 

Clique na imagem para visualizar o site modelo


  • Estrutura√ß√£o do processo de autoria, no qual toda a sua equipe poder√° contribuir, cada um na sua √°rea de atua√ß√£o e conhecimento
  • Diminui√ß√£o do tempo necess√°rio para a cria√ß√£o de novas p√°ginas e atualiza√ß√Ķes das j√° publicadas
  • Harmonia est√©tica com o resto do site e demais conte√ļdos
  • Melhor estrutura√ß√£o da navega√ß√£o, mantendo a coer√™ncia com projeto inicial de arquitetura da informa√ß√£o
  • Maior flexibilidade, para acrescentar ou editar conte√ļdos de forma descentralizada e em qualquer lugar, dia ou noite, dentro ou n√£o do escrit√≥rio
  • Permiss√£o granular de acesso √†s informa√ß√Ķes publicadas
  • Maior seguran√ßa
  • Gerenciamento de vers√£o dos conte√ļdos
  • Escalabilidade
  • Diminui√ß√£o dos custos de manuten√ß√£o


Sistemas avan√ßados de CMS possuem muitos recursos adicionais, como workflow (fluxo de tarefas), que permite que conte√ļdos sejam adicionados ao sistema, por√©m ainda n√£o dispon√≠veis aos usu√°rios finais, at√© a aprova√ß√£o final de um editor‚Äďchefe.

Conte√ļdos tamb√©m podem ter data e hora de in√≠cio e fim de publica√ß√£o.

Em termos simples, um CMS permite que a organiza√ß√£o tenha total autonomia sobre o conte√ļdo e evolu√ß√£o da sua presen√ßa na internet/intranet e dispense a assist√™ncia de terceiros ou empresas especializadas para manuten√ß√Ķes de rotina. Nem mesmo √© preciso um funcion√°rio dedicado (o famoso webmaster), pois cada membro da equipe poder√° gerenciar o seu pr√≥prio conte√ļdo, diluindo os custos com recursos humanos.

A habilidade necess√°ria para trabalhar com um sistema de gerenciamento de conte√ļdo n√£o vai muito al√©m dos conhecimentos necess√°rios para editar um texto no Word.

A boa not√≠cia √© que desde que foram criados, no final dos anos 90, os sistemas de gerenciamento de conte√ļdo v√™m progressivamente diminuindo de pre√ßo e ampliando seus recursos. Hoje existem alternativas comerciais, e de c√≥digo aberto, de excelente qualidade, e uma diversidade de solu√ß√Ķes que permitem encontrar a solu√ß√£o certa para cada projeto.

Atualmente, o desenvolvimento de sites de tamanho reduzido pode ser feitos com orçamentos modestos. Obviamente, sites mais complexos têm um custo proporcionalmente mais elevado, como quase tudo na vida.


Clique AQUI e entre em contato conosco.



 
Principal: